Em 25 de dezembro de 2016, o mundo foi surpreendido com a notícia de que o lendário coral Ensemble Alexandrov havia sofrido um acidente aéreo. O grupo estava viajando para a Síria para realizar um concerto para as tropas russas estacionadas lá, quando o avião caiu perto da costa do Mar Negro. Todos os 92 passageiros e tripulantes a bordo morreram instantaneamente.

O Ensemble Alexandrov era um dos conjuntos de coral mais respeitados da Rússia, conhecido por suas poderosas apresentações e mistura única de autêntica música folclórica e contemporânea. Desde sua criação em 1928, o grupo tinha atuado em todo o mundo, inclusive para os líderes mundiais durante a era soviética.

A notícia do acidente chocou não apenas o mundo da música, mas também a Rússia em geral. O presidente Vladimir Putin expressou suas condolências e ordenou uma investigação imediata sobre a causa do acidente. Logo ficou claro que as condições climáticas adversas eram as culpadas, com a fumaça densa ao redor do local dificultando a busca e resgate.

Mas o luto não se limitou apenas à Rússia. Muitos fãs do ensemble em todo o mundo manifestaram seu pesar pela perda inestimável. Várias vigílias e cerimônias foram realizadas para honrar os membros do grupo que morreram na tragédia.

O legado do Ensemble Alexandrov, no entanto, continuou a viver. Várias gravações e apresentações ao vivo foram lançadas em homenagem ao grupo, e muitas outras instituições musicais russas começaram a adotar a estética do ensemble em suas próprias atuações.

Não se pode negar o impacto duradouro da perda do Ensemble Alexandrov. O grupo sempre será lembrado por sua excelência musical, sua versatilidade de estilo e sua dedicação à preservação da cultura russa. Sua morte prematura é um lembrete triste, mas importante, da fragilidade da vida e da importância de valorizar e celebrar nossos talentos artísticos enquanto estão conosco.